• Andréa Rodrigues

"Nós acreditamos desde o início"


O treinador espanhol, Jordi Ribera, e os seus jogadores destacam a fé da equipe para ganhar ouro apesar das dificuldades


O treinador espanhol, Jordi Ribera , e seus comandados destacaram a fé da equipe para ganhar o ouro, apesar das dificuldades encontradas ao longo da competição. "Estou muito feliz pelo grupo. A equipe acreditou desde o início, apesar das adversidades. Tivemos problemas e lesões durante o torneio, mas a equipe sempre teve um espírito vencedor para avançar", disse Jordi, orgulhoso após a vitória contra a Suécia.

"Nós começamos com um pouco tensos, com o sentimento de obrigação de ter que ganhar porque nunca havíamos ganhado o ouro. Nós tivemos dificuldades no primeiro tempo, mas fomos em frente com entusiasmo e o segundo tempo foi completamente nosso", disse o técnico espanhol.


Gedeon Guardiola, pivô da seleção espanhola, não conseguiu esconder sua satisfação pela conquista de um título continental, que recompensa, segundo ele, o esforço e a determinação de um grupo que foi vice-campeão em quatro edições do torneio (1996, 1998, 2006 e 2016).

"Nós finalmente conseguimos esse ouro, que sofremos tanto para ganhar, chegamos às finais em quatro edições da Euro, mas o ouro não veio, sempre ficamos nas portas, mas no final a perseverança, o esforço e a fé desse time nos fez ganhar hoje (domingo, 28/jan)", disse Guardiola.


O jogador espanhol não hesitou destacou como a chave para a vitória o trabalho de defesa 5-1 feito pela equipe no segundo tempo da decisão.

"O 5-1 que fizemos hoje tem que ser guardado e ensiná-lo aos futuros jogadores que venham para a seleção que saibam como defender. Viran, Morros, Alex, Dujshebaev fizeram um trabalho incrível", disse o pivô.

Entrerríos: "Nós viramos a segunda etapa de maneira incrível". O jogador espanhol não duvidou em dizer que a chave da vitória foi a defesa 5-1 desempenhado pela equipe espanhola na segunda parte.


Uma medalha de ouro que não freia a ambição nem de Gedeón Guardiola, nem da equipe espanhola, que depois de trazer o ouro continental, o ouro mundial perdido em 2013, e pensa nos futuros Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.



* com informações do site Mundo Esportivo

#noticias #handebolinternacional #espanha #euro2018

1 visualização