Matheus Francisco é operado da mão e se recupera no Brasil

Atualizado: Jan 11

Cirurgia foi feita por um especialista indicado pela CBHb, após ser cortado da equipe que disputa Mundial do Egito

O pivô Matheus Francisco operou a mão na última sexta-feira (8/jan). Ele sofreu uma fratura completa com desvio no terceiro metacarpo da mão esquerda durante um treino em Portugal, pouco depois de iniciar os treinos com a Seleção Brasileira Masculina que se prepara para o Mundial do Egito. O atleta desembarcou no Brasil no dia 4 de janeiro e foi recebido pela equipe do Dr. Alexandre Paiva, médico da Seleção Masculina, e Dr. Felipe Rabay, cirurgião especialista em mão.

─ A cirurgia para redução e fixação da fratura foi realizada no dia 08/01, durou aproximadamente uma hora e foi considerada um sucesso pelos médicos. Agora Matheus se recupera do pós-operatório e logo iniciará fisioterapia para reabilitação da fratura, com retorno às quadras previsto para os próximos 60 dias ─ informou o médico Alexandre Paiva.


A cirurgia foi realizada em Taubaté (SP) e o atleta já está no Rio de Janeiro, se recuperando na casa dos familiares. A expectativa é que ele possa retornar para a Espanha para fazer a segunda volta da Liga Asobal pelo clube dele, o Bidasoa.


─ Deu tudo certo na minha cirurgia, foi tudo perfeito, os médicos fizeram um ótimo trabalho. A lesão aconteceu num dos primeiros treinos com o grupo, em um lance defensivo normal. Na hora fui fazer o raio x e já mostrou a fratura. Vim para o Brasil operar porque era o médico de confiança deles ─ explicou Matheus.


Para o atleta, fica a frustração de perder o primeiro Mundial Adulto com a camisa da Seleção.


─ Eu tinha me preparado muito para estar entre os 20 possíveis que vão jogar. Mas eu me lesionei e o atleta tem que levantar a cabeça, até porque esse ano ainda tem o Pré-Olímpico e possível Olimpíadas. Então eu vou me recuperar dessa mão. Para esse Mundial que eu não vou, desejo que os meninos façam uma ótima competição. As circunstâncias são difíceis, mas a gente sabe que quem está lá vai se doar até o final ─ completou o atleta.