• Andréa Rodrigues

Balneário Camboriú (SC) recebe Brasileiro Masculino de Handebol em Cadeira de Rodas

Torneio será disputados em três categorias: HCR4A, HCR4B E HCR7 e terá participação de equipes brasileiras e também do Chile

11º Campeonato Brasileiro de Handebol em Cadeira de Rodas (HCR)

O município de Balneário Camboriú (SC) será mais uma vez sede do Campeonato Brasileiro de Handebol em Cadeira de Rodas (HCR). A 11ª edição do torneio terá as disputas das categorias HCR4A, HCR4B e HCR7 entre os dias 1 e 5 de novembro. Várias equipes de diversos estados brasileiros, mais a equipe convidada MDI/Tigres do Chile participam da competição promovida pela Associação Brasileira de Handebol em Cadeira de Rodas (ABRHACAR) com o apoio do Instituto Catarinense de Esportes para Deficientes (ICED) e da Fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú (FMEBC).


Serão três categorias presentes no Campeonato Brasileiro 2019 sendo:


HCR4A - Atletas com classificação funcional alta de 2,5 a 4,0 (deficiências mínimas menor comprometimento motor, ex. amputados) sendo que também é permitido utilizar atletas da casse B.

HCR4B - Atletas com classificação funcional baixa de 1,0 a 2,0 (deficiências com maior comprometimento motor, ex. paraplegias ou tetraplegias) sendo que não é permitido utilizar atletas com classe A.

HCR7 - Atletas com classificações funcionais A e B


Para o HCR4A e B o tempo de jogo é de 2 sets de 10 minutos. Em caso de empate ocorre o set de desempate em mais um tempo extra de 5 minutos. Permanecendo o empate, a decisão é realizada no gol de ouro. Para essa categoria joga-se com 4 jogadores sem goleiro fixo. Utiliza-se a adaptação do Handebol Beach onde gol com o giro da cadeira de rodas em movimento 360 graus vale 2 pontos e o mesmo para gol de goleiro.


Para o HCR7 o tempo de jogo é de 2 sets de 30 minutos, somam-se todos os gols e contabilizam de forma geral ao final da partida. A característica da categoria é de 6 jogadores e 1 goleiro fixo; porém o mesmo pode atuar também na linha como sétimo jogador. Para essa categoria existe o tiro de ponta, onde o jogador pode adentrar a área do goleiro e ficar cara a cara. Porém deve receber a bola antes da linha, sem poder tocar mais no aro propulsor da cadeira de rodas assim que estiver na área do goleiro.

Equipes do HCR4A:


ICED/FMEBC Balneário Camboriú (SC)

Kings Maringá (PR)

São Miguel do Iguaçú (PR)

MDI/Tigres (Chile)

Falcões do Oeste - Chapecó (SC)

Atacar Toledo (PR)

Ufscar São Carlos (SP)

Apac Cascavel (PR)


Equipes do HCR4B:

ICED/FMEBC Balneário Camboriú (SC)

Atacar Toledo (PR)

São Miguel do Iguaçú (PR)

UFSCAR São Carlos (SP)

MDI/Tigres Chile

Kings Maringá (PR)


Equipes do HCR7:

Kings Maringá (PR)

ICED/FMEBC Balneário Camboriú (SC)

UFSCAR São Carlos (SP)



DATA: 1 a 5/11

LOCAL: Ginásio da Barra - Rua Jardim da Saudade s/nº

ENTRADA: GRATUITA