• Andréa Rodrigues

São Caetano fica com última vaga para semi da Liga Masculina de Handebol


Vitória veio sobre o GHC (PI) na prorrogação após tirar diferença de quatro gols no tempo normal


Foi uma partida eletrizante, como no primeiro jogo das quartas de final da Liga Nacional Masculina de Handebol entre São Caetano e GHC/Caic/UniNassau. O São Caetano precisava tirar uma diferença de quatro gols para igualar o placar da sexta-feira (02/Nov) e desde o início buscou ditar o ritmo do jogo. O primeiro tempo terminou 16 a 11 e a partida encerrou exatamente com quatro gols de diferença (25 a 21), provocando a prorrogação. E foi então que o São Caetano confirmou a vitória marcando 4 a 2 (1 a 0). O ginásio Marlene José Bento (EDA) em São Caetano (SP), onde foi realizada a partida na tarde de sábado (03/Nov), “veio abaixo” com tanta comemoração.

“No jogo de ontem parecia que eles (GHC) é que estavam jogando em casa e a gente fora, não aproveitamos a torcida que temos. Hoje a gente entrou em uma sintonia só e isso conta. E parabenizar a eles, sou fã da história deles, viajaram 36 horas de ônibus, não têm tanta estrutura e jogaram aqui como time grande”, disse o atleta de São Caetano Jean Santos.


O técnico do São Caetano Alberto Gallina contou à Tchê Esportes que mudou algumas informações para a sua defesa e iniciou com uma marcação mais baixa. “Estudamos algumas ações que eles fizeram jogo passado. Com isso diminuímos a quantidade de gols tomados. No ataque tínhamos que ter mais posse de bola com ações que treinamos durante a semana e não conseguimos fazer no primeiro jogo. E nesse já conseguimos construir mais.”

O goleiro Alan Santos realizou uma grande partida e foi responsável por parar boa parte do ataque do GHC. “Ontem foi um dia atípico, a gente não conhecia a equipe deles e nos surpreenderam, mérito total deles. Mas hoje a gente conseguiu usar o fator casa, o fator handebol pra conseguir o resultado positivo. E o time está de parabéns, teve superação e acima de tudo, teve handebol.”

Enquanto o São Caetano comemorava, os jovens atletas do GHC lamentavam terem perdido a vaga por tão pouco. Ao longo de toda a partida o São Caetano não conseguiu abrir mais do que cinco bolas, mas o time do Piauí tampouco conseguiu imprimir a velocidade que confundiu a defesa adversária no primeiro jogo.


No entanto, manteve-se todo o tempo próximo do placar favorável para a classificação. Um erro na troca dos jogadores no último minuto custou ao GHC mais uma punição por dois minutos e o gol do São Caetano, o que igualou a diferença de quatro gols da primeira partida e provocou a prorrogação.

“A gente sabia que ia ser difícil contra o São Caetano, uma das melhores equipes do Brasil, jogar dentro da casa deles, longe da nossa terra, o clima, isso tudo pode interferir. O sentimento é de muita tristeza, sabíamos que ia ser muito difícil, estava ‘pau a pau’. Infelizmente, a gente pecou na recepção, passe, nós perdemos gols e com isso São Caetano se favoreceu e saiu com a vitória”, falou Romário Dias, ponta direita do GHC.


O técnico do GHC Giuliano Ramos avaliou que a equipe não conseguiu ter o mesmo desempenho da primeira partida. “Foram muitos erros, erros de ataque, o Alberto (Gallina) estruturou bem a equipe deles, souberam aproveitar bem os momentos, o goleiro deles ‘entrou’ no jogo hoje e quem erra mais acaba perdendo o jogo”, disse, explicando que sua equipe é muito jovem e metade dos atletas ainda faz parte da categoria Junior.


Agora o São Caetano (SP) vai enfrentar o Esporte Clube Pinheiros (SP) em uma das semifinais da Liga Masculina Nacional de Handebol. Na outra semifinal, o Taubaté (SP) enfrenta o Londrina (PR). Os jogos vão acontecer no ginásio do Clube Pinheiros, em São Paulo, nos dias 9 e 10 de novembro (sexta e sábado). A decisão será no domingo (11/Nov) e os jogos terão transmissão do SporTV nos três dias.

DESTAQUE

ARTILHEIRO

Juan Morais, do São Caetano, foi o artilheiro da equipe com sete gols.


DESTAQUE

TORCIDA

Atletas de várias equipes estiveram na arquibancada do ginásio, seja para assistir, “espionar” ou torcer. O time do Motus Handebol Clube terminou o treino e correu para ver a partida.


DESTAQUE

ADMIRAÇÃO

Após a partida, atletas do São Caetano conversaram muito com os adversários do GHC, sempre demonstrando admiração e respeito pelo time comandado pelo técnico Giuliano Ramos com tanto empenho e dedicação.



DESTAQUE

GALERIA


São Caetano(SP) fica com a quarta vaga para as semifinais

Jogo 1 | 02/nov – sexta SÃO CAETANO 24x28 CAIC/GHC (PI) Local: Ginásio EDA – São Caetano do Sul (SP)

Jogo 2 | 03/nov – sábado SÃO CAETANO 25x21 (16:11) (4:2 prorrogação) CAIC/GHC (PI) Local: Ginásio EDA – São Caetano do Sul (SP)

SEMIFINAIS | 1º JOGO

SF1 | 09/NOV – SEXTA | 17H30

PINHEIROS(SP) X SÃO CAETANO(SP)

SF2 | 09/NOV – SEXTA | 19H15

TAUBATÉ (SP) X LONDRINA-PR

SEMIFINAIS | 2º JOGO

SF1 | 10/NOV – SÁBADO | 13H00

PINHEIROS(SP) X SÃO CAETANO(SP)

SF2 | 10/NOV – SÁBADO | 15H00

TAUBATÉ (SP) X LONDRINA-PR

FINAL / 3º LUGAR

FINAL | 11/NOV – DOMINGO | 10H30

VENCEDOR QUARTAS DE FINAL 1/4 X VENCEDOR QUARTAS DE FINAL 2/3

3º E 4º LUGARES | 11/NOV – DOMINGO | 13H00

PERDEDOR QUARTAS DE FINAL 1/4 X PERDEDOR QUARTAS DE FINAL 2/3

Local dos jogos: Ginásio Poliesportivo Henrique Vilaboim (EC Pinheiros)

Endereço: R. Hans Nobiling, s/n01455-060 Jardim Europa

São Paulo(SP)

#LigaNacionaldeHandebol #liganacionalmasculina #LNM218 #TabelaLNHM2018sulsudeste #noticias

0 visualização