• Andréa Rodrigues

Brasil fica com o Ouro no Mundial de Beach Hand Masculino 2018


Seleção cresceu durante a competição, chegou à final e conquistou o torneio pela quinta vez


Seleção cresceu na fase final da competição, chegou à final e conquistou o torneio pela quinta vez

Era inevitável não lembrar da perda do título para a Croácia em 2016, no Mundial da Hungria, e com esse espírito é que o selecionado brasileiro pisou nas areias de Kazan, na Rússia, ao meio dia (horário de Brasília) desse domingo (29/jul).

Com um primeiro set bastante equilibrado, a vitória veio por 19 a 18. Mas no segundo set o Brasil chegou a estar perdendo por seis pontos e se recuperou. Faltando poucos segundos para o fim do set, a Croácia empatou por 20 a 20. Com o tempo esgotado, saída de bola ao centro e na sobra o jogador croata mandou a bola na trave. Foi então que o Brasil furou a defesa adversária, decretou o fim da partida por 2 a 0 e o quinto título mundial do beach hand masculino.

Mas quem disse que foi fácil? Foram inúmeros problemas e barreiras para chegar até Kazan: falta de verba, incentivo, longa viagem, pouco treinamento, descanso mínimo, emocional abalado pela incerteza da viagem. Só que nada disso foi suficiente para segurar esses heróis. A medalha de ouro no masculino corou toda a luta e trouxe mais uma vez o reconhecimento de que o Brasil é mais uma vez o melhor do mundo na modalidade.

O caminho do Ouro masculino

Acompanhe como foi a trajetória da Seleção Brasileira Masculina, que sofreu derrotas nas primeiras fases da competição. Quem conta como foram os primeiros jogos é o técnico Guerra Peixe:


“Após o processo de treinamento e recursos próprios para virmos, iniciamos a competição contra os USA. Vitória.

Depois enfrentamos a Suécia, país sem tradição na modalidade, mas que soube aproveitar alguns problemas acontecidos. Derrota.

Fomos para o último jogo contra a Rússia, país sede, sem um dos maiores defensores do mundo, Diogo Vareta, injustamente desqualificado contra a Suécia. Fizemos um excelente segundo tempo, mas no final erramos bolas fáceis. Derrota.

Classificamos em 3° lugar para o Main Round. Jogamos e vencemos Qatar, 3° no último mundial, e Oman.”

Veja como foi todo o caminho do Brasil até o Ouro:

Fase de Grupos Brasil 2x0 EUA Brasil 1x2 Suécia Brasil 0x2 Rússia * Brasil termina em 3º lugar Main Round Brasil 2x0 Qatar Brasil 2x0 Omã Brasil 1x2 Dinamarca * Brasil termina em 3º lugar Quartas de final Brasil 2x1 Espanha Semifinais Brasil 2x0 Suécia Final Brasil x Croácia | JOGO COMPLETO


Ranking Final Masculino


1º Brasil 2º Croácia 3º Hungria 4º Suécia 5º Espanha 6º Rússia 7º Dinamarca 8º Irã 9º Qatar 10º Oman 11º Argentina 12º Estados Unidos 13º Austrália 14º Vietnã 15º Uruguai 16º Nova Zelândia

O Mundial de Beach Handball 2018 aconteceu de 24 a 29 de julho em Kazan, na Rússia.


Elenco Masculino

Pedro Budega Diogo Vareta Thiago Jordan Marcelo Tuller Bruno Carlos João Paullo Wellington Gulliver Gil Pires Thiago Gusmão Renan Cabelo

Comissão técnica:

Técnico: - Guerra Peixe Auxiliar Técnico: Djhandro Ricardo Fisioterapeuta: Scheila Pinheiro

Elenco feminino

Ingrid Frazão (1) Cinthya Pires (9) Carolina Braz (10) Patricia Scheppa (5) Naira Almeida (4) Thais Nascimento (3) Renata Santiago (6) Nathalie Senna (2) Jéssica Barros (8) Juliana Oliveira (7)

Comissão técnica

Técnico: Márcio Magliano Auxiliar Técnico: Vinicius Oliveira Fisioterapeuta: Scheila Pinheiro

GALERIA

#noticias #handebolnacional #beachhand #beachhand2018 #mundialrussia2018

0 visualização