• Andréa Rodrigues

Em pré-temporada com o Győri, Duda Amorim se prepara para defender o título da Liga Húngara e da Cha


Atleta brasileira fala em buscar a Tríplice Coroa que escapou no último ano


Após um merecido descanso, depois de ganhar a Liga Húngara e a Champions League com o Győri Audi ETO KC, e o Panamericano com a Seleção Brasileira – tudo ainda no primeiro semestre deste ano-, Duda Amorim está em pré- temporada com a sua equipe se preparando para buscar a chamada Tríplice Coroa. O único título que escapou na temporada passada foi a Copa Húngara onde a equipe da defensora perdeu nos pênaltis. A pré-temporada que teve início na última quinzena de julho com testes físicos e exames de sangue, segue com a realização de amistosos para preparar a equipe para a estreia na Liga Húngara dia dois de setembro. “A nossa preparação tem sido intensa com dois treinos por dia. Estamos no limite, mas faz parte. Esse período é muito importante para conseguirmos segurar bem a maratona de jogos dessa nova temporada. Os amistosos têm sido muito positivos”, explica Amorim. O Győri, equipe da brasileira, conta com três importantes reforços para essa temporada. “A equipe vem mais forte para esse ano. Três novas atletas se juntaram ao grupo: uma alemã, uma norueguesa e uma dinamarquesa. Elas estão se adaptando a equipe e nós a elas. A atmosfera está muito positiva. Elas chegam para somar e dão um upgrade para o Gyori disputar os campeonatos que temos pela frente”, analisa.

Duda Amorim acredita que esta próxima temporada será mais difícil. “O nosso objetivo é defender os títulos da Liga e da Champions, além de conquistar a Copa Húngara, que nós perdemos nos pênaltis na temporada passada. Essa temporada promete ser mais difícil que a do ano passado. Nossa equipe ficou mais em evidência com os títulos e os adversários devem vir mais preparados e com gana para vencer a atual campeã, que somos nós”.


Imagens divulgação Győri Audi ETO KC

A jogadora também está de olho na nova fase da Seleção Brasileira, que começará a treinar com o técnico espanhol Jorge Dueñas, que assumiu o time em agosto. “A Seleção começa uma nova era com o Dueñas no comando. Ele se mostrou animado para esse novo desafio, assim como todo o grupo está ansioso para trabalhar com ele. Acredito em um bom trabalho pela Seleção. Temos que ter paciência para assimilar o que ele irá nos orientar em relação ao estilo de jogo e a tática que ele pretende implementar na Seleção”, finaliza.

#noticias #handebolinternacional #dudaamorim

2 visualizações