• Andréa Rodrigues

No Brasil, Jorge Dueñas mostra motivação de sobra para comandar a Seleção Feminina de Handebol


Espanhol destacou potencial da equipe para se manter na elite e conquistar novos títulos


A seleção brasileira feminina de handebol será comandada por um espanhol no ciclo olímpico 2017/2020: Jorge Dueñas fechou acordo com a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) e assumirá o novo cargo em agosto, quando encerrar seu contrato com a Federação Espanhola. Mas o técnico já está no Brasil nesta semana, para acompanhar o III Torneio Quatro Nações, cheio de motivação frente ao novo desafio.

"Treinar uma seleção como o Brasil é muito motivante. São campeãs mundiais e ficaram perto da medalha nos Jogos do Rio. O handebol no País continua tendo possibilidades de conquistar resultados muito expressivos. Claro que agora é um período de transição e talvez isso demore, mas vamos continuar na elite, brigando por medalhas. Esse momento de formar a equipe é muito importante e pode ser determinante."

Atualmente, Dueñas está à frente da seleção júnior da Espanha. No entanto, dirigiu a adulta por anos, tendo conquistado bronze no Mundial do Brasil-2011 e nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Na Olimpíada do Rio de Janeiro, no ano passado, ficou em sexto, em campanha que teve as brasileiras como uma das adversárias. Acostumado a enfrentar as sul-americanas, agora estará do outro lado.

Dueñas já planeja como quer trabalhar e sua principal ideia é melhorar a defesa. "Quero que o Brasil tenha uma defesa mais ativa, com mais chances de recuperar a bola e construir contra-ataques. E no ataque, gosto de explorar as melhores qualidades individuais. Mas o meu estilo de jogo será adequado, também, às características de cada jogadora."

O Brasil se tornou uma potência do handebol feminino nos últimos anos, tendo conquistado o título mundial em 2013. O espanhol vê o País com potencial para continuar nesse patamar e quer aproveitar todos os talentos que tiver à disposição, para que mais atletas joguem em alto nível e todas tenham as mesmas chances e a mesma importância dentro de quadra.

"Em todos os campeonatos, chegamos à fase final e como um dos favoritos. Precisamos aproveitar o que foi construído até aqui e explorar esse potencial que temos com novas jogadoras nessa fase de transição. Se temos 16 na equipe em um campeonato, todas precisam participar do jogo, não só nove ou dez, para que, na sétima partida, todas estejam em iguais condições."

O próximo compromisso da seleção brasileira será neste fim de semana: o III Torneio Quatro Nações, competição preparatória para o Pan-Americano de Buenos Aires, na Argentina, de 18 a 25 de junho. A estreia será nesta sexta-feira (9), contra o Chile, às 21h (de Brasília), no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo. Nos dois campeonatos, a equipe nacional estará sob o comando do treinador interino Sérgio Graciano.

No sábado (10), as anfitriãs enfrentam as dominicanas às 18h. E o último confronto será diante das portuguesas no dia 11, às 9h30. Na sexta-feira e no sábado os jogos do Brasil serão transmitidos pelo canal SporTV 2 e no domingo dentro do programa Esporte Espetacular da TV Globo.

INGRESSOS

O III Torneio Quatro Nações Feminino terá como palco o Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, e os ingressos serão fornecidos em troca de um quilo de alimento não perecível. Para retirar as entradas, os torcedores devem comparecer no ginásio nos dias 7, 8 e 9, das 10h às 17h. Nos dias 10 e 11, vai depender se ainda houver ingressos disponíveis.

Troca de ingressos - III Torneio Quatro Nações

Valor: Um quilo de alimento não perecível Data de troca: 7, 8 e 9 de junho Horário: das 10h às 17h Local: Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib Av. Kennedy, 1155 - Parque Anchieta, São Bernardo do Campo - SP

A estreia brasileira será no dia 9, às 21h, contra as chilenas. No dia seguinte, as anfitriãs enfrentam as dominicanas, às 18H. E o último confronto será diante das portuguesas no dia 11, às 9H30

Programação dos jogos - III Torneio Quatro Nações

Sexta-feira (09/06)

19H00 - Portugal x República Dominicana

21H00 - Brasil x Chile

Sábado (10/06)

15H30 - Portugal x Chile

18H00 - Brasil x República Dominicana

Domingo (11/06)

09H30 - Brasil x Portugal - AMISTOSO INTERNACIONAL

14H30 - Chile x República Dominicana


Confira as 21 jogadoras convocadas para a disputa do III Torneio Quatro Nações:

Goleiras

Bárbara Arenhart (Vaci NKSE-Hungria)

Gabriela Moreschi (Larvik-Noruega)

Jéssica Silva de Oliveira (São Bernardo-SP).

Armadoras

Amanda de Souza Caetano (Abluhand/FURB-SC)

Bruna de Paula (Fleury Loiret Handball-França)

Deonise Fachinello (HC Odense-Dinamarca)

Eduarda Amorim (Gyor Audi ETO-Hungria)

Mariane Cristina Oliveira Fernandes (São Bernardo-SP)

Patrícia Batista da Silva (Kastamonu Genclik SK-Turquia).

Centrais

Ana Paula Rodrigues Belo (Rostov-Rússia)

Danielle Cristina Joia (EC Pinheiros-SP)

Mayara Fier de Moura (EC Pinheiros-SP).

Pontas

Adriana Cardoso de Castro (HSG Blomberg-Lippe-Alemanha)

Dayane Pires da Rocha (São Bernardo-SP)

Jéssica Quintino (HC Odense-Dinamarca)

Larissa Fais Munhoz Araujo (Erd Noi Késilabda-Hungria)

Mariana Costa (Nykobing HandboldKub-Dinamarca)

Samira Rocha (Kisvarda Master Good SE-Macedônia).

Pivôs

Regiane dos Santos Silva (São Bernardo-SP)

Tamires Anselmo Costa (EC Pinheiros-SP)

Tamires Morena de Araújo (CDB Cercle Dijon Bourgogne-França).

Comissão técnica:

Técnico: Sérgio Luiz Graciano Assistente técnico: Daniel Suarez (Cubano) Assistente técnico: Cristiano Rocha Médica: Pauline Bittencourt Fisioterapeuta: Marina Calister Nutricionista: Júlia do Valle Bargieri Massoterapeuta: Aparecida Rocha Supervisor: Álvaro Herdeiro

#noticias #seleçãoadultaf #handebolnacional

1 visualização