• Andréa Rodrigues

Hebraica com reforços recebe Pinheiros com elenco de estrelas


Equipes apresentam equipes 2017 em amistoso antes do início do Super Paulistão Masculino de Handebol


A Fúria Amarela recebeu o Esporte Clube Pinheiros nessa quinta-feira (30/mar) no ginásio do clube A Hebraica para um amistoso. O jogo que serviu de preparação ao Super Paulistão Masculino de Handebol foi vencido pelos visitantes por 41 a 21. A Hebraica trouxe alguns reforços para a temporada, enquanto o Pinheiros trouxe nomes olímpicos para compor o grupo cheio de jovens campeões.

No chamado “Clássico da Rua”, o Pinheiros apresentou toda a força do elenco que está já há dois meses se preparando para a estreia no Super Paulistão Masculino de Handebol e, principalmente, para o Pan-Americano de Clubes que acontece de 24 a 28 de maio. Além do goleiro Marcão, voltaram ao clube outros dois atletas de experiência olímpica: o meia direita Zeba e o central Diogo Hubner.

“Eu tenho um grupo muito jovem, e a experiência desses jogadores ajuda muito. O Marcão não preciso dizer nada, ele sabe o que precisa fazer. O Zeba é um cara que dá bronca quando precisa, que alivia quando tem que ser, e o Diogo também, é muito focado”, diz o técnico Sérgio Hortelan, do Pinheiros.


Na Hebraica o objetivo para a temporada é brigar por uma vaga entre os quatro classificados às finais do Super Paulistão de Handebol. Em 2016 a equipe ficou em quinto lugar. Neste ano Alexandre Veras assume o time desde o início da competição. “Mantivemos alguns atletas, vamos contar com outros da categoria junior e trouxemos reforço, como o ponta direita Alecssander Jacaré, vindo do São Caetano”, conta Veras.


Em quadra

O jogo começou com muita força e velocidade. Pelo Pinheiros estavam jogadores como Leo Dutra, campeão Pan-americano Junior, e Julian Cueto, da Seleção Argentina, além do experiente Marcão no gol. Pela Hebraica estavam o goleiro Alan Santos e o novo reforço Alecssander Jacaré.


No banco

Ao olhar para o banco, que de forma alguma dá pra chamar de reservas, vemos os olímpicos Zeba, ex-capitão da Seleção, e Diogo Hubner, que foi à Olimpíada do Rio 2016, aguardando o momento de entrar no time do Pinheiros. Ao lado deles estavam os recentes campeões pan-americano junior Leo Abrahão, Gui Leonel e Murillo. Na Hebraica, o pivô Felipe Carbone, que defendeu o Pinheiros na Liga 2016, estava de volta à equipe.

Sempre Ídolo

Nem em amistoso o goleiro Marcão deixa de receber carinho dos fãs do handebol e das incríveis defesas dele. Ao final da partida fotos com torcedores.


Irmãos

Zeba e Diogo começaram jogando juntos em Niterói (RJ) e cresceram defendendo as Seleções de base. Mas um novo encontro em clube aconteceu apenas 17 anos depois. A experiência e amizade dos dois vai ajudar muito o Pinheiros na temporada, acredita o técnico Sérgio Hortelan.


A caminho da Espanha

O meia esquerda Leo Dutra já fechou com o clube espanhol Balonmano Ciudad Encantada de Cuenca, na Espanha, e vai se transferir para a Europa na metade do ano. Mas o Pinheiros não deve ficar no prejuízo. “O clube está bem no campeonato e o plano deles é disputar a Liga da Europa na próxima temporada. Mas se o Pinheiros classificar para o Mundial de Clubes o acordo prevê que eu possa disputar a competição pelo Pinheiros”, contou Dutra à Tchê Esportes. Além disso, ainda tem o Mundial de Seleções Junior em Julho, na Argélia. “Eu espero estar na lista”, disse o atleta.


LEIA TAMBÉM

Tabela de jogos do Super Paulistão Masculino de Handebol 2017

Abertas as inscrições para a 1ª Copa Handebol de Taubaté

#superpaulistão #noticias #handebolmasculino #spm2017 #pinheirosmasculino #hebraicamasculino #sp2017

0 visualização