• Andréa Rodrigues

Adiós Hermanos! Brasil bate Argentina e é campeão do Pan Junior de Handebol


Seleção Brasileira faz melhor jogo do torneio, mantém título e mira no Mundial da Argélia em julho


A Seleção Brasileira não tomou conhecimento da Argentina e venceu mais uma vez o Pan-americano de Handebol Junior Masculino. O placar final de 31 a 23 (18 a 14) refletiu uma atuação segura, a melhor da equipe na competição. A defesa foi bastante agressiva e os goleiros também estiveram muito bem. O ataque foi eficiente embora tenha começado um pouco precipitado. Essa geração 96/97 está há quatro anos sem perder para os argentinos em competições internacionais.

Brasil e Argentina se enfrentaram pela 12ª vez em finais do Pan Junior Masculino. Com a vitória brasileira, as duas equipes estão empatadas em número de campeonatos desde que o torneio começou, em 1993. As duas equipes, mais o Chile – terceiro colocado – estão classificadas para o Mundial Junior que acontece na Argélia, em julho.

Enfrentando Los Hermanos

Os argentinos começaram o jogo com uma marcação bastante alta e dificultando os ataques brasileiros. A Seleção buscava o gol adversário com bastante velocidade, mas perdia muitos gols, alguns parando nas mãos do goleiro adversário. Em desvantagem, o Brasil só empatou aos dez minutos por 5 a 5. A partir daí, a seleção brasileira passou à frente e se manteve assim até o final da etapa: 18 a 14.


Hora de comemorar

No segundo tempo o Brasil não tomou conta dos argentinos, que tentavam sem sucesso chegar ao gol brasileiro. Quando conseguiam, paravam nas mãos do goleiro Marcus, que substituiu à altura o parceiro Murillo. A Seleção trocava os jogadores e nem o nível, nem o ritmo caía, mostrando que pode chegar forte no Mundial da Argélia. Placar final: Brasil 31 x 23 Argentina e muita comemoração dos comandados de Helinho Justino.


Rumo à Argélia

O Brasil fica numa posição confortável para o Mundial Junior na Argélia, já que a primeira colocação deve colocá-lo como um dos cabeças-de-chave do torneio. Os outros classificados foram a Argentina e o Chile, que ficou em terceiro lugar após vencer os Estados Unidos na partida preliminar à final.

Brasil na disputa do terceiro lugar

Deu Brasil também na disputa do terceiro lugar entre Chile e Estados Unidos. Os árbitros Adriano Rocha e Daniel Magalhães estiveram em quadra e representaram nosso País com uma atuação segura.


Torcida fora da quadra

O coordenador nacional de Seleções e técnico da equipe adulta no Mundial da França Washington Nunes torceu de fora da quadra. Ele que está acostumado a ficar no banco dando orientações assistiu da arquibancada à vitória da geração que está sendo preparada para ser a representante do Brasil na próxima Olimpíada.



O artilheiro da competição foi o atleta da República Dominicana, Maikel Beras com 41 gols em 5 jogos, seguido de Samuel Hoddersen (EUA) e Aaron Codina (CHI), ambos com 35 gols, Nelson Martínez (PAR), 34, Maximiliano de Agrela (URU), 32 e Luis Tejeda, República Dominicana, com 31 gols.

Os números do Brasil

4 jogos / 148 gols marcados / 88 gols sofridos / Saldo de 88 gols

FINAL | BRASIL vs ARGENTINA - 1º TEMPO


Imagens: Youtube / HelloStream

FINAL | BRASIL vs ARGENTINA - 2º TEMPO


Imagens: Youtube / HelloStream

PREMIAÇÃO


Imagens: Youtube / HelloStream

Classificação - 1ª fase


Jogos do Brasil - Fase Classificatória

Segunda - 20/mar

Brasil 52x24 Estados Unidos

Quarta - 22/mar

Brasil 35x30 Chile

Quinta - 23/mar - Quartas de Final

EUA 25x23 Uruguai

Paraguai 24x36 Chile

Sexta - 24/mar - Semifinais

Argentina 31x22 EUA

Brasil 30x11 Chile

Sábado - 25/mar - Finais

Chile 23x18 EUA (3º e 4º lugares)

Brasil 31x23 Argentina (1º e 2º lugares)

Classificação Final

1º Brasil

2º Argentina

3º Chile

4º Estados Unidos

5º Paraguai

6º República Dominicana

7º Uruguai

Seleção Brasileira Júnior Masculina de Handebol

Goleiros

Marcos Vinicius Colodeti (São Bernardo/Metodista-SP)

Murillo Araújo Santana (EC Pinheiros-SP).

Armadores

André Gonçalves de Lima Amorim (BM Villa de Aranda-Espanha)

Gabriel Ceretta Jung (Anaitasuna-Espanha)

Guilherme Leonel Costa da Silva (EC Pinheiros-SP)

Leonardo Dutra Ferreira (EC Pinheiros-SP)

Patrick André Toniazzo Lemos (FC Porto-Portugal)

Paulo Vinícius Oliveira Cândido (FC Porto-Portugal).

Centrais

Henrique José Petter Solenta (BM Villa de Aranda-Espanha)

Leonardo Abrahão Silveira (EC Pinheiros-SP)

Pontas

Cauê Ceccon Baptista (EC Pinheiros-SP)

Guilherme Miguel Torriani (Taubaté/FAB/Unitau-SP)

Marcos Vinícius Vieira dos Santos (ADJF/Independência Trade-MG)

Pedro Paulo Alves Júnior (MRV/Unicesumar/Londrina-PR)

Pivôs

Edney Silva Oliveira (PM Maringá/Unimed/Unifamma-PR)

Wagner Tenório Alves (Associação Brasileira 'A Hebraica'-SP).

Comissão técnica

Técnico: Hélio Lisboa Justino

Auxiliar técnico: Joel Teixeira Dutra

Supervisor: Cássio Marques

Treinador de goleiros: Diogo Castro

Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Coordenador Nacional de Seleções: Washington Nunes

Seleção Argentina Júnior Masculina de Handebol

1 – Agustin Forlino

2 – Andres Moyano

3 – Kevin Capurro

4 – Nikolas Bono

5 – Pablo Cantore

6 – Leonardo Werner

7 – Mauro Jaureguiberry

8 – Gian V. Rosetto

11- Tomas Giovagnola

14- Lionel Moyano

16- Marcos Krimer

Comissão Técnica

Técnico: Guillermo Milano

Eric Gull

Omar Camel

Martin Pistolesi

#noticias #panjr #pan2017jr

0 visualização