Buscar
  • André Pereira

Brasil abusa de erros e perde para Noruega no Mundial de Handebol


Seleção Brasileira Masculina sofre “apagão” e não consegue reagir à força e velocidade norueguesa


Parecia que a Seleção Brasileira ia fazer um bom jogo contra a Noruega no Campeonato Mundial de Handebol Masculino. Começou bem, em equilíbrio com a forte e alta equipe da Noruega. Mas jogou ótimos 20 minutos e só. A falta de Thiagus Petrus, que deixou o torneio por lesão, provocou um buraco no meio da defesa que nem Thiago Ponciano, nem Rogério conseguiram fechar. O Brasil acabou perdendo por 39 a 26.

Para se ter uma ideia, as duas equipes tiveram o mesmo número de chutes, mas aproveitamento bem diferente. Noruega teve 74% (39/53) e o Brasil 49% (26/53). A Seleção Brasileira sofre com a falta de entrosamento e de uma preparação mais longa, além da renovação de atletas. Também há jogadores experientes que estão machucados, como os pontas Borges e Alemão, o que faz diferença na hora de enfrentar equipes de grande tradição no handebol mundial.

1º Tempo

O Brasil voltou a ter erros defensivos, tanto que levou pelo menos quatro gols de pivô quando baixou defesa para 6-0. O técnico Washington, em pedido de tempo, chamou a atenção do time para essa ação. Além disso, as jogadas norueguesas pelas pontas aconteceram com efetividade. Mas se a defesa da Seleção Brasileira não funcionou tanto quanto se esperava, o goleiro Maik evitou outros cinco gols. Não conseguiu ser o “paredão” das partidas anteriores (5/23 – 22%), mas é sempre importante para dar segurança à equipe.


No ataque o Brasil não conseguiu acertar os chutes de fora e perdeu bolas importantes no um contra o goleiro. Haniel e Zé Guilherme, dois de nossos principais artilheiros, não encontraram espaços na defesa da Noruega. A Seleção marcou o 12º gol aos 20min50seg, e então não acertou mais por nove minutos, fazendo o gol de número 13 somente aos 29min42seg. Nos três minutos finais a Seleção viu os adversários aproveitarem os erros para abrir mais três bolas. A primeira etapa terminou 18 a 13.

2º Tempo

O intervalo deveria servir para Washington Nunes reorganizar o time, mas parece que o final ruim da etapa anterior abalou os jogadores, que voltaram e viram a Noruega fazer o que queria. O técnico brasileiro pediu tempo logo aos cinco minutos para reorganizar a equipe, mas o primeiro gol na etapa só saiu aos 6min47seg em um 7 metros cobrado por Chiuffa. O ponta direita foi o melhor jogador do Brasil e teve 100% de aproveitamento nos chutes (6/6).

A Seleção voltou a marcar apenas 13 gols no segundo tempo, enquanto a Noruega fez 21. Bombom assumiu a trave na etapa e foi tão efetivo quanto Maik (5/21 – 24%). Sem a defesa organizada ficou difícil para o goleiro ajudar mais a equipe. No ataque, novamente houve muitos erros, inclusive jogando com sete jogadores no ataque. O grande número de 2 minutos sofrido pelo Brasil na partida também complicou a equipe. Foram seis penalizações, em um total de doze minutos. Fim de jogo: Noruega 39 x 26 Brasil.

Agora o técnico Washington Nunes deve rever o jogo, além de estudar a Rússia, próximo adversário da fase de grupos, para estimular o potencial individual e melhorar as ações em conjunto. Contra a Rússia, a Seleção já terá o armador Leo Dutra, que foi convocado para o lugar de Thiagus Petrus. Ele chega com forte potencial ofensivo.

O próximo jogo da Seleção Brasileira será contra a Rússia na quinta-feira (19/jan) às 11h. A partida terá transmissão do Sportv2 e da ESPN.

ELENCO - Seleção Brasileira Masculina de Handebol

GOLEIROS

César Augusto de Almeida 'Bombom' (OIF Arendal-Noruega)

Maik Santos (AL-Rayyan-Qatar)

ARMADORES

Gabriel Ceretta Jung (FC Barcelona-Espanha)

Haniel Lângaro (BM Naturhouse La Rioja-Espanha)

José Guilherme de Toledo (Orlen Wisla Plock-Hungria)

Leonardo Dutra (EC Pinheiros-Brasil)

Oswaldo Maestro Guimarães (Anaitasuna-Espanha)

Thiago Alves Ponciano (BM Ciudad Encantada-Espanha)

*Thiagus Petrus Gonçalves dos Santos (Mol-Pick Szeged-Hungria)

CENTRAIS

Henrique Teixeira (CB Huesca-Espanha)

João Pedro Francisco da Silva (Chambery Savoie Handball-França).

PONTAS

Claryston David Cordeiro Novais (ADJF/Independência Trade-MG)

Fábio Chiuffa (KIF Kolding - Dinamarca)

Guilherme Torriani (Vegus/Guarulhos-SP)

Lucas Cândido (BM Guadalajara-Espanha).

PIVÔS

Alexandro Pozzer (Fertiberia Puerto Sagunto-Espanha)

Rogério Moraes (WC Vardar-Macedônia) .

COMISSÃO TÉCNICA

Técnico: Washington Nunes

Assistente técnico: Hélio Lisbo Justino

Treinador de goleiros: Diogo Castro

Preparador físico: Fernando Millaré

Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Supervisor: Cássio Marques

* Thiagus Petrus deixou o grupo por lesão no dia 16/jan e foi substituído por Leonardo Dutra (EC Pinheiros - Brasil)

LEIA TAMBÉM

Leo Dutra, do Pinheiros, substitui Thiagus Petrus no Mundial de Handebol

Brasil é dominado pela Noruega e perde a segunda no Mundial da França

Brasil bate o Japão e encaminha vaga para oitavas do Mundial de Handebol

Com Petrus de volta e time inspirado, Brasil vence Polônia por 28 a 24

Após parar em paredão francês, Brasil foca na Polônia por vaga nas oitavas

Com goleiro paredão, França goleia o Brasil na estreia do Mundial em casa

25º Campeonato Mundial de Handebol Masculino - França 2017

#noticias #mundialfrança2017masculino #seleçãoadultam #SeleçãoBrasileiraHandebol

3 visualizações
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram