• Andréa Rodrigues

Yellow Cup foi importante para chegarmos forte no Mundial, diz Haniel


Armador da Seleção Brasileira de Handebol conta que grupo acredita em uma boa participação no campeonato que começa dia 11/jan na França


Foco. Essa é a palavra que Haniel Langaro, jovem armador esquerdo da Seleção Brasileira de Handebol Masculino usa para definir o momento da equipe que acaba de ser vice-campeã da Yellow Cup e que disputa o Mundial da França a partir de 11 de janeiro. Ele conta que estão trabalhando muito para acertar os últimos detalhes antes da estreia contra os atuais campeões e donos da casa, justamente a França.

Ele também fala sobre os ainda mais jovens e estreantes Gabriel Ceretta Jr. e Guilherme Torriani, de 19 e 17 anos, respectivamente. “Não importa a idade, a oportunidade aparece para quem merece”, diz Haniel, que apesar de ter apenas 21 anos já tem a Olimpíada do Rio 2016 no currículo.

Confira a entrevista do atleta à Tchê Esportes:

TchêQual a avaliação que você faz da participação do Brasil na Yellow Cup, torneio preparatório para o Mundial na França?

HanielA avaliação do torneio é muito positiva, mas é claro que a gente não queria sair perdendo. Mas acho que nos preparamos da melhor maneira possível. Não tínhamos muito tempo, mas o time está focado e acreditando muito nisso. Creio que esse torneio foi muito positivo para acertar os últimos detalhes e chegar forte na estreia contra a França.


TchêEm relação a cada jogo na Yellow Cup, houve muita dificuldade pelo fato de haver pouco tempo de preparação?

Haniel – Fizemos dois jogos bem bacanas e em nível que a gente vai encontrar no Mundial e até mais forte, que foi com Romênia e Suíça. E o grupo saiu bem, muito tempo longe e um pouco desentrosado, mas a gente está trabalhando.

TchêNo Mundial vocês vão estrear justamente contra a França, atuais campeões mundiais e os donos da casa. Como está a pressão?

Haniel – É bastante complicado quando você pega um adversário como a França em casa e em uma estreia de competição. Mas a gente pensa que a pressão está com eles. Eles estão jogando em casa, a obrigação, querendo ou não, é deles ganharem do Brasil. Então vamos entrar tranquilos, fazendo o nosso trabalho direitinho e a gente espera fazer um bom jogo como fez nas Olimpíadas. E quem sabe termos uma vitória histórica na casa deles? Seria bem marcante para a gente e o grupo acredita bastante nisso.

TchêA Seleção tem jogadores jovens, mas experientes. Como está a renovação e o trabalho com o agora técnico Washington Nunes? (N.E. – Washington foi assistente técnico até a saída de Jordi Ribera, no fim de 2016.)

Haniel – A gente está com uma seleção bastante nova e esse é um processo que o Jordi começou nas Olimpíadas e que o Washington está seguindo. E é o que tem que acontecer. Nas nossas conversas está todo mundo bem unido e acreditando bastante. E a gente espera seguir nesse caminho e fazer história (no Mundial) como fez nas Olimpíadas.


TchêDois jogadores dessa renovação são muito novos, o Gabriel Ceretta Jr., de 19 anos, e o Guilherme Torriani, de 17. Pelo que demonstraram na Yellow Cup, eles se adaptaram rápido, não é mesmo?

Haniel – Eu acredito muito que não importa a idade, a oportunidade aparece para quem merece. E se eles estão aqui é porque eles têm total condição e vão ajudar bastante o grupo. E sobre a adaptação, são garotos muito tranquilos, que ajudam bastante, que procuram aprender muito e já fazem parte da família que temos aqui dentro. Tenho certeza que vão fazer um bom Mundial e ajudar a gente da melhor forma possível.

Campanha do Brasil na Yellow Cup 2017

06/JAN - sexta

Suíça 29(14) x 18(06) Eslováquia

Brasil 25(13) x 24(13) Romênia

07/JAN - sábado

Eslováquia 20(08) x 30(15) Brasil

Suíça 25(14) x 19(10) Romênia

08/JAN - domingo

Romênia 30(14) x 26(14) Eslováquia

Suíça 27(14) x 25(14) Brasil

Classificação Final

1º Suiça

2º Brasil

3º Romênia

4º Eslováquia

Artilheiros

1. Dominik Krok / Eslováquia / 23 gols

2. Valentin Marian Ghionea / Romênia / 17 gols

3. Dimitrij Küttel / Suíça / 16 gols

4. Lucas Mestre / Suíça / 12 gols

5. Luka Maros / Suíça / 10 gols

ELENCO - Seleção Brasileira Masculina de Handebol

GOLEIROS

César Augusto de Almeida 'Bombom' (OIF Arendal-Noruega)

Maik Santos (AL-Rayyan-Qatar)

ARMADORES

Gabriel Ceretta Jung (FC Barcelona-Espanha)

Haniel Lângaro (BM Naturhouse La Rioja-Espanha)

José Guilherme de Toledo (Orlen Wisla Plock-Hungria)

Oswaldo Maestro Guimarães (Anaitasuna-Espanha)

Thiago Alves Ponciano (BM Ciudad Encantada-Espanha)

Thiagus Petrus Gonçalves dos Santos (Mol-Pick Szeged-Hungria)

CENTRAIS

Henrique Teixeira (CB Huesca-Espanha)

João Pedro Francisco da Silva (Chambery Savoie Handball-França).

PONTAS

Claryston David Cordeiro Novais (ADJF/Independência Trade-MG)

Fábio Chiuffa (KIF Kolding - Dinamarca)

Guilherme Torriani (Vegus/Guarulhos-SP)

Lucas Cândido (BM Guadalajara-Espanha).

PIVÔS

Alexandro Pozzer (Fertiberia Puerto Sagunto-Espanha)

Rogério Moraes (WC Vardar-Macedônia) .

COMISSÃO TÉCNICA

Técnico: Washington Nunes

Assistente técnico: Hélio Lisbo Justino

Treinador de goleiros: Diogo Castro

Preparador físico: Fernando Millaré

Fisioterapeuta: Gustavo Barbosa

Supervisor: Cássio Marques

LEIA TAMBÉM

25º Campeonato Mundial de Handebol Masculino - França 2017


#noticias #yellowcup2017 #mundialfrança2017masculino #seleçãoadultam #SeleçãoBrasileiraHandebol

5 visualizações