• Andréa Rodrigues

Em jogo de reclamações, São Caetano vence Pinheiros na Liga



Equipes fizeram jogo muito disputado e cheio de contestações pela Liga Nacional Masculina de Handebol


Esporte Clube Pinheiros e São Caetano se enfrentaram na tarde desse sábado (1/out) pela Liga Nacional Masculina de Handebol, no ginásio poliesportivo do Pinheiros, em São Paulo (SP). A partida foi muito equilibrada e por isso mesmo foi decidida em detalhes. Tanto que o primeiro tempo terminou com a vantagem de uma bola para São Caetano (16x15) e o segundo tempo terminou empatado em 11 a 11. Mas a pequena frente do primeiro tempo determinou a vitória do São Caetano por 27 a 26.

“Foi uma vitória super importante. Pinheiros é sempre candidato à playoff e hoje foi uma partida muito dura. Além de um bom jogo de ataque e defesa, eles têm uma transição espetacular e a gente hoje conseguiu equilibrar, deixando de levar gols que vínhamos tomando no Super Paulistão”, analisou o técnico Washington Nunes, de São Caetano e da Seleção Brasileira Masculina de Handebol.


O jogo foi marcado por polêmicas e reclamações de ambas as equipes, principalmente em relação às punições – ou falta delas – em quadra. As novas regras já estão valendo na competição e os técnicos e jogadores cobraram muito a aplicação delas de forma mais rígida e igual. “Eu acho que a arbitragem em alguns momentos não puniu com exclusão a equipe adversária e nas questões de sanção eles tiveram alguns erros. Mas por serem árbitros que dificilmente fazem esse tipo de confronto, eles foram bem, controlaram o jogo na questão emocional e técnica”, opinou Nunes, do São Caetano.


Já o técnico do Pinheiros Sérgio Hortelan estava bastante irritado ao final da partida, principalmente em relação à marcações que ele considerou equivocadas ou leves demais. Como em um lance em que ele pediu a desqualificação (cartão vermelho) do atleta Jean (São Caetano) por considerar que a falta foi dura e desleal sobre o Vitinho, do Pinheiros. (foto abaixo)


Um dos destaques da partida, o goleiro Marcão do Pinheiros, defendeu quatro sete metros e ainda parou por onze vezes o ataque adversário. Ele falou sobre o desempenho da equipe e faz uma avaliação da partida. “A gente demorou a entender um pouco como era essa arbitragem que deixa jogar, que não marca faltas, e isso atrapalhou. Os árbitros se complicaram com a regra nova e não tiveram o mesmo critério para os dois lados. Mas a gente também pecou no ataque, eu peguei quatro 7 metros e não convertemos isso em gols. Tivemos muita coisa boa, muita qualidade, mas também precipitação”, disse Marcão.


O goleiro Roney, do São Caetano, também contribuiu muito para a vitória de sua equipe, principalmente na segunda etapa. Na partida foram 12 defesas importantes e por duas vezes ele parou o primeiro ataque e o rebote. Ele, inclusive, levou uma bolada no rosto durante uma defesa, mas continuou no jogo.


DESTAQUE

ARTILHEIROS

Pelo Pinheiros, o pivô Felipe Santaela, o Panda, foi o artilheiro com cinco gols. Pelo São Caetano também marcaram cinco vezes os jogadores Yano Piorvarczek e Diogo Hubner.

FICHA DO JOGO

ÁRBITROS

Wanderson Oliveira e Sidiney dos Santos

SECRETÁRIO E CRONOMETRISTA

Martha Augusto e Monia Augusto

DELEGADO

Rogério Fiacadori

EXCLUSÕES

Pinheiros (2)

São Caetano (6)

TABELA DE CLASSIFICAÇÃO CONFERÊNCIA SUL/SUDESTE/CENTRO



METODISTA X TAUBATÉ

O outro jogo da noite pela conferência Sul/Sudeste/Centro foi entre São Bernardo/Metodista e Taubaté no ginásio do Baetão, em São Bernardo do Campo (SP). Os visitantes venceram por 29 a 18.

GALERIA

#noticias #handebolmasculino #LigaNacionaldeHandebol #LNM2016 #sãocaetanomasculino #pinheirosmasculino

0 visualização