Buscar
  • André Pereira

Em jogo de muita força Pinheiros vence Taubaté no feminino


Equipes disputaram muito cada ponto e partida do Super Paulistão de Handebol foi decidida em detalhes


O Esporte Clube Pinheiros enfrentou o Taubaté/FAB/Unitau na noite dessa quarta-feira (27/abr) e venceu por 23 a 19. A partida disputadíssima foi realizada no ginásio da Hebraica, em São Paulo (SP) porque o ginásio do Pinheiros estava ocupado pelo quarto jogo do play off da NBB, a liga de basquete. A opção dos clubes foi não transferir a data do jogo.


No primeiro tempo o Pinheiros começou mais tímido, e com mais atitude o Taubaté abriu dois gols logo no início. Mas a partir daí os times passaram a jogar de igual para igual. Até os 20 minutos o placar permanecia muito próximo, mas depois o Pinheiros abriu duas bolas e apertou a marcação, fazendo com que Taubaté não encontrasse espaços. Nos últimos minutos, em três bobeiras do Pinheiros, Taubaté usou de mais velocidade e abriu vantagem. Fim do primeiro tempo: Pinheiros 9 x 11 Taubaté.


No segundo tempo o técnico Alex Aprile, do Pinheiros, voltou com um time quase todo diferente do final da primeira etapa e realizando mais trocas. Taubaté também começou a rodar mais as atletas e o jogo continuava veloz. Até os 10 minutos a diferença continuava em duas bolas. Aos 12 minutos, Pinheiros roubou bola, chutou e a goleira Gabi defendeu. No rebote a árbitra Adriana Caparica deu invasão. Isso “incendiou” a partida e aos 13min45seg o Pinheiros chegou ao empate por 14 a 14. Com isso o técnico Dimas Lara pediu tempo e orientou as atletas. “Tem que ter mais paciência no ataque”, pediu.


Aos 17min, Pinheiros perdeu a chance de passar a frente do placar depois de Gabi chutar um 7 metros para fora. Só que pouco mais de 1min30seg depois a equipe mandante conseguiu ultrapassar Taubaté no marcador (19x18). Aos 20min27seg Dimas Lara, de Taubaté, pediu tempo para tentar reverter a desvantagem de duas bolas (20x18), mas a equipe só conseguiu marcar quase três minutos depois (22x19). Nesse momento o time começou a marcar bem alto, na tentativa de parar o ataque pinheirense. A estratégia de Taubaté até surtiu algum efeito, mas ao mesmo tempo a defesa do Pinheiros e a goleira Alice também barravam os ataques adversários.


O mais curioso é que o último gol do jogo foi marcado pelo Pinheiros aos 24min48seg e assim as duas equipes ficaram mais de cinco minutos sem conseguir mudar o placar de 23 a 19, que indicou a vitória do Esporte Clube Pinheiros.

O técnico Alex Aprile, do Pinheiros, disse que Taubaté é uma equipe muito forte, mas que a estratégia não foi muito diferente do que o clube sempre vem adotando. “A gente sabia que ia ser um jogo duro fisicamente e que algumas coisas a mais teríamos que fazer. No primeiro tempo conseguimos defender, mas não encaixou o contra-ataque. No segundo tempo foi até melhor, encaixamos o atacar e o defender e a gente venceu até que bem”, disse Aprile à Tchê Esportes. Mas ele não ficou nada satisfeito com a “bobeira” do time ao fim da primeira etapa. “Tomar quatro gols em quatro minutos é algo inaceitável num jogo desse nível. Nós colocamos a partida em risco naquele momento. Ainda bem que voltamos bem no segundo tempo, mas não é porque ganhou que a gente vai esquecer”, contou.


Para o técnico de Taubaté Dimas Lara disse que o time teve muita dificuldade em vencer o sistema defensivo do Pinheiros. “Pecamos em trabalhar um ataque de 10, 20 segundos com uma equipe que tem um sistema defensivo bem postado. Não podemos queimar a primeira bola. Então eu queria mais continuidade na bola como fizemos no primeiro tempo e nos dez primeiros minutos do segundo tempo. Quando a gente entrou numa proposta de correria pecamos muito na posse de bola”, avaliou.


DESTAQUE

ARRUMA O JOELHO E ESTRAGA A VOZ

A central Mayara Fier, do Pinheiros, ainda demora um mês para voltar aos treinos, mas o joelho já está bem, só precisa de reforço. Em compensação, a voz dela nesta quinta deve estar um pouco “estragada”, de tanto que ela gritou pelo time. “Acho que além da fisioterapeuta amanhã vou precisar de uma fonoaudióloga”, brincou.


DESTAQUE

VIPS NA ARQUIBANCADA

Como sempre o ginásio estava cheio de “amigas/espiãs”... Quem já tem cadeira cativa é Dani Jóia, Jéssica Oliveira, Ana Luiza Borba e Carol Fajardo, de São Caetano. As meninas de Osasco, Ana Barbosa e Larissa Weisheimer, também. Até a Dayane da Rocha, da Metodista, também apareceu e bateu um papo com a Renata Cruz.


DESTAQUE

MELHOR DO JOGO

A armadora direita do Pinheiros Renata Cruz foi escolhida a melhor atleta da partida pela Federação Paulista de Handebol (FPHb). Ela também foi uma das vice-artilheiras ao marcar cinco gols, assim como Shayane Oliveira, de Taubaté.



DESTAQUE

ARTILHEIRA

Fabiane dos Santos, de Taubaté, foi a artilheira do jogo com seis gols.


DESTAQUE

AGENDA

O próximo compromisso de Taubaté será no sábado (30/abr) contra Franca, no ginásio Amauri Destro, em Franca (SP). O jogo começa às 16h.

Pinheiros volta a jogar no dia 5 de maio, quinta-feira, contra o São Caetano. A partida acontece às 20h, no ginásio poliesportivo do Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo (SP).

SÚMULA DO JOGO

ÁRBITROS Hosana Bastos e Adriana Caparica



SECRETÁRIO E CRONOMETRISTA Daniel Minzon e Nathalia Hupsel


DELEGADO DA FPHb

Roberto de Lima Rosa


GALERIA


#superpaulistão #sp2016 #handebolfeminino #spf2016 #noticias #taubatéfeminino #pinheirosfeminino

1 visualização
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram