• Andréa Rodrigues

Metodista vira o jogo e vence Santo André


Equipe ficou atrás por quase toda partida, mas nos minutos finais conseguiu mais uma vitória no Super Paulistão Feminino de Handebol.


Mariane, Metodista, no ataque. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Sensação de “déjà vu” (ou “já visto”, em francês) para quem viu a partida de volta entre Metodista/São Bernardo e Santo André pelo Super Paulistão Feminino de Handebol. O primeiro tempo terminou com vantagem para Santo André, as goleiras Flavinha (S. André) e Ariadne (Metodista) fizeram grandes defesas e até o placar foi igual ao do primeiro jogo: 21x19 para a Metodista.


Flávia, Santo André. Grandes defesas no jogo. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Mas se antes houve equilíbrio, nessa partida as visitantes levaram vantagem até os minutos finais, quando as donas da casa passaram à frente no marcador.

O técnico de São Bernardo, Eduardo Carlone, destacou a reação da equipe.


Eduardo Carlone, técnico da Metodista. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Os pontos positivos foram a defesa 6-0 e o poder de reação no fim. Mesmo precipitando algumas bolas tivemos poder de reação e conseguimos, dos 26 (minutos) em diante, passar à frente e controlar o jogo”, disse à Tchê Esportes. Essa reação passou pela defesa, que funcionou melhor, e pelas ótimas defesas da goleira Ariadne no segundo tempo. A ponta Célia também desequilibrou, já que comandou a virada da Metodista.


Ariadne, Metodista, entrou no 2º tempo e fechou o gol. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Santo André fez uma boa partida, apesar da derrota. No primeiro tempo o time foi liderado pela jogadora Aline, que deu várias assistências, chutou mais de fora e ainda fez diversos gols, inclusive de costas.


Aline foi a artilheira do Santo André com 4 gols. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

A defesa também trabalhou bem na etapa e o primeiro tempo terminou com o placar de 13 a 10 para Santo André. Apesar disso, a equipe voltou a perder muitos gols no segundo tempo e marcou somente seis vezes na etapa. O técnico Rubens Piazza avaliou a partida.


Rubens Piazza, técnico do Santo André. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“A gente teve chance de fazer gol, mas aí nós procuramos umas coisas erradas. A gente jogou muito da direita pra esquerda e da esquerda pra direita, não! Ficamos só na situação de infiltração, infiltração... Poderíamos ter ganho o jogo, mas não deu”, falou Piazza.

Os próximos jogos das duas equipes acontecem na terça-feira (1/set) e são importantes para a trajetória de ambos. A Metodista vai tentar tirar a invencibilidade de São José para buscar o primeiro lugar no Super Paulistão Feminino de Handebol, enquanto Santo André recebe Guarulhos, na briga direta pela quarta posição no campeonato.

Ficha do Jogo

Destaque e Artilheira: Célia Coppi, Metodista, 9 gols.


Árbitros: Thiago Marques e Bruno Azevedo


Delegado da FPHand: Rogério Fiacadori

Tabela de Classificação - Feminino



#superpaulistão #spf #handebolfeminino #santoandréfeminino #metodistafeminino #noticias #spf2015

0 visualização