• Andréa Rodrigues

Palavra do Técnico: Hortelan e SB comentam empate entre EC Pinheiros e Metodista


Técnicos de Pinheiros e da Metodista falam da partida e rivalidade entre as equipes no Super Paulistão Masculino de Handebol.


Hortelan, técnico do EC Pinheiros e SB, técnico da Metodista. (arte Tchê Esportes)

Foi um grande jogo de handebol entre as equipes de Pinheiros e Metodista na noite dessa quinta-feira (20/ago) pelo Super Paulistão Masculino de Handebol. Foi uma partida equilibrada e com grandes jogadas, além dos minutos finais terem sido emocionantes. Quem foi ao ginásio poliesportivo do Pinheiros viu os donos da casa recuperaram uma desvantagem de três bolas e arrancar um empate com a invicta Metodista. Os técnicos Sergio Hortelan, do Esporte Clube Pinheiros, e José Ronaldo, o SB, da Metodista, comentaram a partida para a Tchê Esportes.

Sérgio Hortelan – Esporte Clube Pinheiros


O time

“Minha equipe é muito nova ainda, dos que estavam na quadra três só são adultos: o goleiro Marcão, o meu pivô central que faz tudo, o Zé, e o ponta esquerda. O resto todo mundo júnior, todo mundo moleque, aprendendo ainda a jogar. Uma coisa é você saber chutar outra é aprender a jogar o jogo, que é difícil.”

O jogo

“Eles começaram muito bem, mas a gente se preparou muito bem pro jogo e por isso conseguiu uma vantagem. Depois marcaram meu melhor jogador (Haniel), criaram situações mais difíceis e a gente caiu muito defensivamente no segundo tempo. Então parou de marcar, o goleiro já não teve a mesma boa atuação, ficou um jogo muito equilibrado e melhor pra eles. No final do jogo, graças a Deus a gente conseguiu recuperar e foi da atitude deles. Então tem que ressaltar essa possibilidade de crescimento durante a partida.”

Amadurecimento

“Esse foi o momento mais importante, de a gente saber que mesmo atrás (no placar), correndo atrás e sentindo ainda o peso de ter que ganhar o jogo em casa, a gente foi bem. Foi dentro de um nível melhor do que a gente esperava o final do jogo.”

Mudanças na equipe e contratações

“Nós perdemos o Julian, que foi um jogador que foi muito bem no Pan-Americano e no primeiro semestre, mas teve alguns problemas de família e resolveu voltar pra Argentina e acabou abandonando a equipe. E dois que foram pra Europa, o Gustavo que foi pro Porto e o Gabriel Ceretta, juvenil mas estava ajudando também a equipe, ele foi pro Barcelona B. Nós estamos trazendo um jogador que no começo do ano teve uma lesão, que é o Bruno Saurin, que não jogou o primeiro semestre, um canhoto. Ou seja, ele consegue substituir. Trouxemos o Wesley, que é um jogador que veio do Porto, que é um jogador bom, que não pode jogar ainda porque está em transferência pela IHF, e são dois jogadores que vão ajudar, com certeza. Então a saída foi meio equilibrada, a gente espera ainda manter, não foi uma saída brusca. Eu tenho uma equipe e a gente espera poder ter um rendimento bom.”

José Ronaldo, o SB – Metodista


A equipe

“Eu faço uma avaliação positiva (do jogo), pelo momento que o time está passando, de reestruturação, com ausência de jogadores excelentes que a gente teve no primeiro turno: a saída do Acácio, a lesão do Carlito, três meninos que estão na seleção juvenil. Tanto que hoje eu estava com onze jogadores na quadra. Dentro desses onze, eu tenho dois juvenis jogando.”

A partida

“Foi um jogo muito equilibrado, Pinheiros também tem as ausências de alguns jogadores. Não começamos muito bem, principalmente defensivo, erramos bastante. Acho que a mudança do primeiro para o segundo tempo foi a atitude defensiva, nós conseguimos defender melhor, fizemos um 5-1 no Haniel, que é um jogador que tem muita qualidade. E a defesa conseguiu superar o ataque dele, tanto que nós conseguimos abrir três gols até quase o final do jogo. Numa infelicidade um atleta nosso tomou um vermelho, foi um sete metros e diminuiu a diferença, mas é do jogo. E jogo contra Pinheiros é isso, definido em detalhes, independente do momento que as equipes estão passando.

Exclusões e Desqualificações

“Acho que as exclusões no final do jogo influenciaram. Você jogar sem um jogador contra um time como o Pinheiros é muito complicado. Acho que se mantivéssemos a igualdade numérica sairíamos com a vitória.”

O Espetáculo

“Foi um jogo muito bom pro público, muito bem jogado, muito bem técnico, mudanças de sistema defensivo, mudanças de sistema ofensivo. A pessoa que entende bem o handebol veio assistir um grande espetáculo de handebol aqui hoje. Com o empate a gente ainda mantém a invencibilidade, então é importante frisar isso, e estamos em busca de melhorar cada vez mais, mesmo com todas as adversidades que eu comentei.”


Tchê Esportes. Handebol em Primeira Mão!

#superpaulistão #spm #palavradotécnico #hebraicamasculino #sãojosémasculino #técnico #noticias #spm2015

1 visualização