• Andréa Rodrigues

Bello e Vinicius vencem Paulista com nível nacional


Dupla de São Paulo venceu os cariocas Anderson Águia e Tatá na final do 2º Campeonato Paulista de Futevôlei


Bello e Vinicius comemoram o título. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Vinicius comemorando. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Bello após último ponto. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Foi um Campeonato Paulista com cara de Brasileiro e com uma final entre campeões mundiais. Bello e Vinícius, representantes de São Paulo, venceram os cariocas Anderson Águia e Tatá depois de terem perdido para eles durante a fase de classificação da segunda edição do torneio. A torcida que compareceu ao complexo social do São Paulo FC nesse domingo (16/ago), onde aconteceu a disputa, vibrou muito com a vitória de Bello e Vinícius. Tanto que invadiu a quadra e acabou com a nossa entrevista...


Torcida invade a quadra para comemorar. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Mas antes da interrupção, Bello falou rapidamente sobre a vitória.


Bello, logo após a conquista do título. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Foi uma revanche. Desde a outra competição que teve aqui em Vinhedo, que perdemos a final. E hoje perdemos também, no segundo jogo do campeonato. Mas conseguimos mudar nosso ritmo, porque o Águia estava fazendo muito ponto no ‘shark (attack)”, contou à Tchê Esportes, referindo-se ao ponto em que o jogador dá uma cortada com o pé.


"Shark attack" de Anderson Águia incomodou a dupla Bello e Vinicius. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Esse, aliás, era um dos pontos de discórdia entre Bello e Vinícius, que discutiram bastante desde o primeiro confronto com os cariocas no torneio. Águia estava impossível e virando todos os shark attack. Bello defendia que o saque deveria ser em Tatá, para mudar o jogador que atacaria, mas Vinícius continuava sacando em Águia. Vinícius falou sobre as discussões em quadra.


Vinicius, Bicampeão do Campeonato Paulista. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Eu e o Bello procuramos ter o máximo de postura dentro de quadra, e em seis anos juntos acho que foi a primeira discussão que a gente teve, mas sem ofender ninguém e sempre querendo trazer o outro pro jogo”, explicou.


Vinicius no saque. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O jogador falou também sobre o clima de revanche da final. “Jogar contra o Anderson e o Tatá é sempre um jogo muito disputado. Quem assiste sempre vê que não tem favorito” disse.


Bello, #semshark (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O vice-campeão Tatá disse à Tchê Esportes que “não se ganha tudo”, mas lembrou que a dupla já foi campeã paulista.


Tatá. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“O desempenho da dupla foi bom, a gente vacilou em algumas jogadas. É levantar a cabeça e treinar mais um pouco”, avaliou. O parceiro Anderson Águia foi escolhido como o melhor jogador do campeonato.


Anderson Águia. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Aqui é a casa do Bello e Vinícius, são grandes jogadores. Somos amigos, mas dentro de quadra são nossos principais rivais, e teve também outras duplas de ponta, de nível nacional. Vamos trabalhar mais um pouquinho pra voltar aqui, fazer mais um belo campeonato, e se Deus quiser, sair com a vitória”, falou Águia.

Os terceiros colocados foram Ovelha e Hiltinho, dupla que está junta há quase um ano e já foi campeã brasileira 3x3 em junho, classificando-se para a final justamente com uma vitória sobre o trio formado pelos campeões mundiais Bello, Vinícius e Fábio Tenório. No Campeonato Paulista eles perderam na semifinal justamente para Bello e Vinicius.

Questionado pela reportagem da Tchê Esportes se esse já é um dos clássicos do futevôlei, Hiltinho respondeu que sim.


Hiltinho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Com certeza. Já enfrentamos Bello e Vinícius no campeonato brasileiro, eles vinham de nove meses sem perder uma partida, e conseguimos conquistar uma vitória em cima deles. O nível do futevôlei hoje está muito difícil e esse campeonato estava muito disputado”, falou.

Para Ovelha, é sempre bom estar entre os quatro primeiros colocados.


Ovelha. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Você sabe que os campeonatos de futevôlei no Brasil têm sempre muita dupla boa. Queríamos estar na final, mas não deu, então é levantar a cabeça e continuar treinando”, disse Ovelha. Hiltinho e Ovelha venceram Lalazinho e Juninho na disputa pelo terceiro lugar.

Classificação Final do 2º Campeonato Paulista Profissional

1º lugar) Vinicius e Bello


2º lugar) Anderson Águia e Tatá


3º lugar) Ovelha e Hiltinho


4º lugar) Lalazinho e Juninho


Mais notícias do InterClubes >>> aqui

Mais notícias do Campeonato Paulista >>> aqui

#futevolei #CampPaulistaFutevôlei2015 #noticias

0 visualização