• Andréa Rodrigues

Celso Gabriel em linha direta com o handebol


Presidente da Federação Paulista de Handebol cria comissão de árbitros e fala das ações para melhorar o esporte no estado.


Celso Gabriel, presidente da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

No sábado (1/ago) foi a vez dos árbitros conversarem, reivindicarem e ouvirem as respostas do presidente da Federação Paulista de Handebol (FPHb) Celso Gabriel.


Diretores da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Acompanhado dos diretores Paulo Moratore e Antonio Ingles, além do diretor de Arbitragem Rogério Fiacadori, ele esteve presente no Colégio Eduardo Gomes, em São Caetano, onde aconteceu o teste físico e teórico de capacitação da arbitragem para o segundo semestre. Ouvir diretamente todos os envolvidos com o handebol do Estado de São Paulo já faz parte da rotina do presidente da FPHb.


Comissão de árbitros recém criada. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Após uma longa conversa, Celso Gabriel instituiu a comissão de árbitros que vai representar a categoria dentro da Federação, inclusive com poder de voto. Ele também reafirmou a importância do comprometimento e capacitação de cada um com a modalidade para o bem comum. Essa é mais uma ação direta da Federação, que já está preparando o ano de 2016, ainda que a gestão tenha iniciado a menos de seis meses.


Árbitros e Diretores da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Avaliação


Todos os árbitros capacitados no início do ano precisam repetir a avaliação física e teórica para poderem arbitrar no segundo semestre. A FPHb adota o teste físico de Leger, que é adaptado para cada idade, e na prova teórica é preciso atingir a nota mínima 7,0.


Prova teórica dos árbitros da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Avaliação física dos árbitros da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Avaliação física dos árbitros da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Avaliação física dos árbitros da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)


Avaliação física dos árbitros da FPHb. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Quem não atingir a pontuação terá ainda uma segunda chance.


Rogério Fiacadori, Diretor de Arbitragem da FPHb. (foto André Pereira /Tchê Esportes)

“Mas a ideia é fazermos apenas as duas avaliações em 2016, sem segunda chance”, contou Rogério Fiacadori.

O presidente Celso Gabriel falou à Tchê Esportes sobre a importância de avaliar a arbitragem e também sobre outras ações da Federação. Confira:


Tchê Esportes

Handebol em Primeira Mão!

#superpaulistão #fphb #noticias

0 visualização