• Andréa Rodrigues

Geração 2020 vem aí na Seleção Feminina de Handebol


Campeãs mundiais de handebol em 2013 devem dar lugar a novas jogadoras após a Olimpíada no Brasil.


Convocadas para fase de treinamento. (arte Tchê Esportes)

Uma nova convocação para fase de treinamento da Seleção Brasileira de Handebol Feminino foi feita ainda durante o Pan-Americano de Toronto onde a equipe sagrou-se campeã pela quinta vez consecutiva. Mas desta vez, apenas a ponta Célia, a armadora Amanda e a central Franciele permanecem no time.


Rita Orsi, supervisora da Seleção Brasileira. (foto arquivo Tchê Esportes)

“São jogadoras na sua maioria novatas! Mas é um plantel que caracterizamos como geração 2020, pensando no futuro”, contou Rita Orsi, supervisora da Seleção Brasileira à Tchê Esportes.

Ela conta que a renovação da experiente equipe campeã mundial em 2013 ocorrerá após a Olimpíada do Rio, em 2016. “Depois das Olimpíadas, aí sim teremos alterações naturais no grupo! Porém com jogadoras que já estão sendo trabalhadas.”

Entre as convocadas estão Patrícia Jesus e Bruna Paula, ambas do time de São José (SP). Bruninha, como é conhecida, já passou pela Seleção Juvenil e agora chega à equipe principal.


Patricia, do São José. (foto arquivo Tchê Esportes)

Patrícia foi convocada para outras fases da Seleção e agora retorna para disputar um torneio na Coreia do Sul. Segundo ela, a ausência de ambas por um breve período não deve prejudicar a atual líder do Super Paulistão. “Estamos bem fechadas (o time), e todas estão no mesmo nível”, falou a armadora.

Rita Orsi explicou como será essa nova fase de treinamento. “Estamos nos reunindo dia 9 de agosto com jogadoras que atuam no Brasil e treinamos até dia 12 em São Caetano. Depois viajamos para a Seul, na Coreia do Sul, para (disputar) um torneio. A semana que acontece o torneio não é uma semana internacional, ou seja, as atletas que atuam na Europa não podem ir à Coreia”, falou Rita, referindo-se ao 2015 Korea Cup.

Algumas atletas convocadas já foram para Cuba no Campeonato Pan-Americano da modalidade, de onde o Brasil saiu com o título. Entre elas estão as armadoras Gabriela Pessoa, do Esporte Clube Pinheiros, e Vitória Macedo, de Santo André; a ponta Larissa Araújo, da UCS Caxias do Sul, e a goleira Jéssica Oliveira, de Concórdia (SC). Elas terão a difícil tarefa de substituir a mais vitoriosa geração do handebol feminino e, quem sabe, tornarem-se as novas melhores jogadoras do mundo, a exemplo de Alexandra Nascimento, em 2012, e Eduarda Amorim, a Duda, em 2014.

Lista das convocadas para a fase de treinamento:

Amanda Andrade – armadora esquerda – AAU Concórdia

Bruna Paula – armadora direita – Inst. Buzzo Sport/São José

Célia Coppi – ponta direita – Metodista/São Bernardo

Dayane Rocha – ponta esquerda – Metodista/São Bernardo

Francielle Rocha – central – Hypo NO (Áustria)

Gabriela Pessoa – central – Esporte Clube Pinheiros

Jéssica Oliveira – goleira – AAU Concórdia

Larissa Araújo – ponta esquerda – Apahand/UCS/Caxias do Sul

Larissa Silva – ponta direita – Jundiaí Handebol Clube

Ligia Costa – armadora esquerda – Apahand/UCS/Caxias do Sul

Livia Martins Horácio – pivô – Metodista/São Bernardo

Nadyne Morcineck – pivô – FAB/Vila Olímpica

Patrícia Jesus – armadora esquerda – Inst. Buzzo Sport/São José

Renata Arruda – goleira – Clube Português do Recife/AESO

Tainara Gonçalves – armadora direita – Metodista/São Bernardo

Vitória Macedo – armadora esquerda – AD Santo André

#seleçãoadultaf #handebolfeminino #noticias

0 visualização