• Andréa Rodrigues

Valadão reúne amigos do handebol pela solidariedade


Torneio beneficente criado pelo armador da Seleção Brasileira de Handebol aconteceu neste domingo (12/jul) em São Bernardo do Campo (SP)


O armador da Seleção Brasileira de Handebol Guilherme Valadão reuniu os amigos na tarde desse domingo (12/jul) para realizar o I Torneio Amigos do Valadão na Associação dos Funcionários Públicos, em São Bernardo do Campo, São Paulo. O objetivo foi arrecadar cestas básicas e caixas de leite para duas instituições da cidade, o Lar Escola Pequeno Leão e a Creche Mamãe Albininha, além de reencontrar amigos.


“Essa ideia eu já tive quando estava na Espanha porque queria rever meus amigos, e pra reuní-los nada melhor do que jogar handebol e aproveitar para ajudar as pessoas que precisam”, contou Guilherme Valadão à reportagem da Tchê Esportes.


Todos os times receberam camisetas personalizadas e as partidas foram apitadas por Valadão, que em comum acordo com os amigos optaram por partidas com 10 minutos cada. O encontro teve a participação de cerca de 100 pessoas, entre atletas e organização.


“Esses meus amigos são amigos de tudo: de colégio, de faculdade, que jogaram comigo na época que eu estava no Brasil e amigos da vida, que você acaba conhecendo um ou outro... E todo mundo aderiu a essa ideia de participar, de doação e estiveram aqui hoje”, comemorou Valadão.



Árbitro Valadão. "Amigos, amigos, cartão amarelo à parte". (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O I Torneio Amigos do Valadão foi vencido pelo time comandado por Mário Oliveira, que aprovou a ideia do encontro.


“Foi uma experiência muito legal esse evento beneficente. E o mais legal de tudo é reunir todos os amigos do handebol. Eu joguei com ele na Metodista, tem gente que jogou com ele na Seleção, tem o pessoal do Mackenzie, da escola...”, contou.

O vice-campeão foi o time do “Pistola”, ou melhor, do Ricardo Recúpero. Segundo ele, ganhar ou perder a disputa não foi o mais importante.


“O que importa é que ele conseguiu reunir os amigos dele e ajudar as pessoas que precisam mais. E a gente aproveita e encontra os amigos, que faz tempo. Meu time, metade está ‘aposentado’, no outro time também...”, disse Pistola, que foi técnico de Valadão na Engenharia do Mackenzie onde o atleta estudou.


Valadão joga atualmente na Espanha, mas recupera-se no Brasil de uma operação no ombro, por isso não foi ao Pan-Americano de Toronto. Aproveitou o período de férias para realizar a competição. Ele contou que sempre quis ter uma associação ou uma casa beneficente, então resolveu unir “o útil ao agradável”.


“Estou tão envolvido com o evento que ainda nem sei o quão positivo foi. Pelas minhas contas conseguimos de 25 a 30 caixas de leite e mais algumas que já recebemos durante a semana. E ainda tem uma academia, que está me ajudando na minha recuperação física, e vai arrecadar essa semana toda. Eu adorei, o evento foi muito bom, foram quatro horas ótimas, eu me senti emocionado a todo momento de estar com todos os meus amigos e a minha família ao meu lado e ainda estar nesse espírito de doação, espírito beneficente, que foi uma coisa maravilhosa”, contou Valadão.


Alguns dos produtos arrecadados. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

EQUIPES DE AMIGOS PARTICIPANTES


Time do Mário Oliveira, campeão do Torneio. (foto André Pereira / Tchê Esportes)





>>> Clique aqui e confira mais fotos do evento <<<

#noticias #handebolmasculino #handebolnacional

0 visualização