• Andréa Rodrigues

Palavra do Técnico: Aprile e Renata analisam jogo eletrizante


Pinheiros e Osasco fizeram um jogo veloz e muito disputado pelo Super Paulistão Feminino de Handebol.


Alex Aprille (EC Pinheiros) e Renata Hernandes (Osasco). (arte Tchê Esportes)

O Esporte Clube Pinheiros venceu a equipe do Osasco na noite dessa terça-feira no ginásio poliesportivo Hans Nobling, em São Paulo (SP). O jogo foi muito disputado, veloz, e decidido apenas nos últimos cinco minutos. Placar final foi de 31 a 27 a favor das donas da casa.

Os técnicos Alex Aprile, de Pinheiros, e Renata Hernandes, de Osasco, falaram sobre a partida para a Tchê Esportes.

Alex Aprile - EC Pinheiros


“Acho que a gente ganhou algumas bolas talvez de cansaço delas, porque temos um plantel maior e aguentamos até o minuto 60. Mas faltou respeitar o projeto de jogo, e hoje, desde o começo do jogo a gente parece que abandonou o que era pra fazer.

A gente não pode abandonar o projeto que a gente tinha pro jogo. E isso aconteceu hoje. A gente ganhou improvisando, fazendo loucura defensiva e conseguiu ganhar. Ainda bem... Mas não pode ser assim, a gente corre o risco de perder dois pontos muito valiosos em casa.”

Renata Hernandes - Osasco


Nós viemos de um cenário altamente negativo, no qual a gente não conseguia impor o nosso jogo. Nos preparamos, nos modificamos como pessoas, antes de qualquer evidência como atleta. Tínhamos a proposta de vir e fazer um jogo igual, sabíamos que o jogo seria definido nos detalhes, estivemos grande parte à frente do placar, principalmente no primeiro tempo.

Eu diria que precipitações nos prejudicaram, de uma certa forma. Pecamos em algumas ações, nos precipitamos em algumas ações, eu pedi tempo e solicitei que valorizassem mais a posse de bola, faltou ‘perna’ em alguns momentos e o cansaço também bateu.


Tchê Esportes

Handebol em Primeira Mão!

#handebolfeminino #spf #pinheirosfeminino #osascofeminino #noticias #spf2015

0 visualização