Buscar
  • André Pereira

Sem descanso antes da Universíade


Convocadas para a Seleção Brasileira Universitária de Handebol Feminino treinam e também disputam o Super Paulistão.


Treino de domingo, 21/junho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

A Seleção Brasileira Universitária de Handebol Feminino iniciou a fase de treinamentos para a disputa da Universíade em julho. Das 20 atletas convocadas, 18 disputam o Super Paulistão e não tiveram folga no fim de semana. Elas foram dispensadas para participar das partidas, mas em seguida retornaram aos treinos orientados pelo técnico Daniel Suárez, o Cubano, e pelo auxiliar técnico Carlos Augusto Medeiros.


Treino de domingo, 21/junho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

A apresentação do grupo e o primeiro treinamento aconteceu na sexta-feira (19/jun) no ginásio do Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano do Sul (SP). No sábado (20/jun) houve atividade pela manhã, mas as jogadoras que participariam do jogo entre Santo André e Metodista foram dispensadas. À tarde as atletas que não estavam na disputa e a comissão técnica foram ao ginásio do Camilópolis, em Santo André (SP), para ver o clássico entre as duas equipes.


Treino de domingo, 21/junho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

No domingo (21/jun) foi a vez das atletas do Pinheiros terem jogo, desta vez contra o São José. Mas somente elas receberam dispensa, enquanto as demais jogadoras treinaram normalmente em dois períodos. Pela manhã a reportagem da Tchê Esportes foi conferir a atividade desenvolvida e conversou com o técnico Daniel Cubano.


Cubano no treino de domingo, 21/junho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“A gente vai tratar de ajustar o descanso das meninas e de não alterar a programação dos jogos dos clubes e poupar as meninas nos treinos. A gente tem uma tarefa árdua, porque precisa ajustar o time e a gente vai fazendo essa engrenagem devagarinho. O tempo é curto, a competição está aí”, explica Cubano.

Apesar disso, o fato de elas já terem jogado juntas nos clubes e até na Seleção – a maioria foi Campeã Mundial Universitária no ano passado –, facilita a tarefa do treinador. “A gente manteve a base (do Mundial) e introduziu peças novas, mas a filosofia nossa de trabalho já está inserida nas meninas, o que falta é ajustar e fazer novamente as coisas que já fizemos anteriormente”, conta Cubano.

Nesse domingo foi treinada exaustivamente a marcação no sistema 5-1. Esse tipo de marcação traz uma jogadora mais adiantada enquanto as demais atletas ficam próximas à linha da área. No Mundial de 2014 o sistema defensivo usado foi o 6-0, quando todas ficam alinhadas próximas à área.


Carlos Augusto observa o treino de domingo, 21/junho. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O auxiliar técnico Carlos Augusto explicou que a ideia é introduzir esse novo fator porque as outras seleções já conhecem como defende o Brasil. “Mas isso que estamos fazendo aqui é trabalho pra um mês pelo menos. Precisamos ajustar tudo rápido”, diz.

Cubano concorda e diz que é preciso usar coisas novas para surpreender os adversários.


Cubano. Muitos ajustes a fazer. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“É muito importante usar essa defesa porque ela cria uma situação de dificultar o ataque adversário e a criatividade e a gente contra-atacar. E vamos variando a defesa, um pouquinho mais alto e um pouquinho mais baixo, de acordo com as características das equipes adversárias”, explica.

A Seleção Brasileira Universitária de Handebol Feminino segue treinando até o fim do mês, depois viaja para Gwangju, na Coreia do Sul.

ATLETAS PRÉ-CONVOCADAS PARA A UNIVERSÍADE - COREIA DO SUL 2015 - FASE DE TREINAMENTO:


Novas convocadas da Seleção


Tchê Esportes

Handebol em primeira mão.

#universiade #universiadefeminino2015 #santoandréfeminino #noticias #universiade2015

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram