• Andréa Rodrigues

Em jogo duríssimo Metodista vence Santo André


Com forte marcação e placar equilibrado até o fim visitantes ganham por 21 a 19 no Super Paulistão Feminino de Handebol.


Neia, Santo André, para na defesa da Metodista. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

A A. D. Santo André recebeu a Metodista/São Bernardo para mais um jogo pelo Super Paulistão Feminino de Handebol no ginásio do Camilópolis nesse sábado (20/jun). A grande rivalidade entre as duas equipes já é conhecida, mas desta vez tinha um componente a mais para o Santo André: a recuperação no campeonato, já que o vinha de derrota para o CEPE Santos/Fupes, enquanto as adversárias estavam invictas. No entanto, a Metodista conquistou mais uma vitória, desta vez por 21 a 19 e seguem com 100% de aproveitamento.

O técnico Eduardo Carlone, da Metodista, disse que não importa o momento de cada equipe, já que a rivalidade torna os jogos entre as equipes do ABC sempre muito disputados. E fez uma análise da partida para a Tchê Esportes.


Eduardo Carlone, técnico da Metodista. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Começamos mal na defesa no primeiro tempo, meio perdidas no 5-1, não foi o que a gente tinha combinado. Mas o fator determinante pra nós foi o ataque, que fizemos 9 gols e tomamos 10 no primeiro tempo. Corrigimos algumas coisas, fizemos algumas modificações, melhorou a defesa, tomamos 9 gols no segundo tempo e o ataque produziu um pouquinho mais”, avaliou Edu.

Apesar da derrota, o técnico de Santo André, Rubens Piazza, disse à Tchê Esportes que esse jogo foi muito importante porque pela primeira vez ele estava com o banco completo e tinha as 14 jogadoras em condições físicas para a partida.


Rubens Piazza, técnico do Santo André. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

“Estava muito complicado porque tínhamos que treinar por blocos, só o meio, só as pontas... estávamos só com sete, oito jogadoras. E hoje elas demonstraram e entenderam que podem chegar”, disse.

Primeiro Tempo

A etapa começou com as goleiras Ariadne, da Metodista, e Flavinha, de Santo André, evitando os primeiros ataques das equipes. As visitantes usavam uma marcação mais adiantada, enquanto as donas da casa apostavam no 6-0.

No ataque Santo André trabalhava muitas bolas com a pivô Neia. As primeiras tentativas foram bem sucedidas, mas a Metodista tratou logo de corrigir o posicionamento para evitar novos gols neste tipo de jogada. A Metodista respondia com contra-ataques rápidos e mais variação nas jogadas. No entanto, aos 21 minutos quando o placar marcava 7x6 para Santo André o técnico adversário, Eduardo Carlone, pediu tempo. Ele cobrou mais atitude das jogadoras, pediu para trabalharem mais a bola e com isso mexerem a defesa de Santo André.

Aos 29min19seg o técnico Rubens Piazza pediu tempo para segurar a vantagem de uma bola e quem sabe até ampliar, mas a jogada não surtiu efeito. A primeira etapa terminou Santo André 10 x 9 Metodista.


Vitória Macedo, Santo André, uma das artilheiras do jogo. (foto André Pereira /Tchê Esportes)

Segundo Tempo

A segunda etapa começou com a goleira Flavinha de Santo André evitando que a Metodista chegasse ao empate. Foram cinco defesas importantes, duas delas em sequência. As visitantes só chegaram ao empate em 11 a 11 aos 9min50seg. Aos 10min30seg A Metodista passa à frente e então o técnico adversário, Piazza, pede tempo. Aos 18min54seg veio o segundo pedido de tempo, mas o time não conseguia tirar a diferença de duas bolas.

O fato curioso foi que o técnico Eduardo Carlone parou o jogo aos 29min19seg, mesmo tempo que Piazza solicitou no primeiro período. Depois disso, Priscila, da Metodista, ainda levou cartão vermelho que a excluiu da partida, e um 7 metros para Santo André que explodiu na trave. Final de jogo: Santo André 19 x 21 Metodista.


Regiane, Metodista, alegria com a vitória. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

FICHA DO JOGO

Artilheiras: Flávia Silva (Santo André), Vitória Macedo (Santo André) e Priscila Santos (Metodista), todas com 4 gols.

Destaque: Flavia Vidal, goleira do Santo André


Árbitros:


Marcelo Matos


Luis Paulo Franco

Delegado da FPHand: Bruno de Melo


Tchê Esportes

Handebol em Primeira Mão!

#handebolfeminino #metodistafeminino #spf #santoandréfeminino #noticias #spf2015

0 visualização