Buscar
  • André Pereira

#Palavra do Técnico: Preta e Volponi avaliam jogo entre Jundiaí e São José


São José venceu Jundiaí por 31 a 25 em partida válida pelo Super Paulistão Feminino de Handebol.


Preta, Jundiaí, e Volponi, São José, técnicos de Handebol. (arte Tchê Esportes)

O jogo entre PM/Jundiaí/Passarela e Instituto Buzzo Sport/São José terminou com a vitória das visitantes por 31 a 25. A partida foi realizada nesse sábado (16/mai) no Anexo do Bolão, em Jundiaí (SP). Os técnicos Márcio Volponi, de São José, e Valdirene Brito, a Preta, de Jundiaí, comentaram o desempenho de suas equipes para a Tchê Esportes.

Márcio Volponi – São José


Márcio Volponi, técnico do São José. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O adversário

“O time de Jundiaí é um time que não desiste, do começo ao final jogando forte, muito contra-ataque, muito rápido e é um time difícil porque você dá uma piscadinha eles encostaram de novo.”

O jogo

"Acho que a gente conseguiu manter uma defesa boa, conseguimos no ataque sustentar caiu em alguns momentos, mas resultado é o que vale pra nós. Vitória fora de casa, um time conceituado, de pouquinho em pouquinho a gente tentar se garantir entre os quatro. Ainda está cedo mas já estamos pensando nisso.”

A equipe

“O grupo é reduzido, a gente não tem muita substituta, então a gente está tentando rodar, falando pra elas que todas mantenham o nível, que todas quando entrem em quadra façam o melhor, porque senão o desgaste é muito grande e a gente tem um ano longo pela frente e na hora que mais precisa você pode estar com uma equipe desfalcada por lesão e tudo mais.”

Patrícia Jesus

“A Patrícia sentiu umas dores no treinamento então hoje eu procurei poupá-la um pouquinho, essa semana ela vai fazer a fisioterapia e esse é o momento de segurar um pouquinho pra que ela possa estar bem na hora que forem as decisões.”

Valdirene Brito, a Preta – Jundiaí


O adversário

“A equipe foi muito bem, até mesmo por São José ser um grande time. Eu estava até comentando com a arbitragem: ele tem tantas armadoras que ele acaba colocando uma na ponta, que é a Monica. E eu tenho falta de armação, tenho muitas pontas e pivôs e acabo não tendo armação. Mas eu estou muito feliz com a equipe, fomos muito bem.”

As falhas

“Erramos algumas coisas; erramos quatro sete metros e dois contra-ataques sozinhos cara a cara, o que já teria empatado o jogo. Fora os outros erros que a gente acabou cometendo. A gente tem que entender que São José é um grande time, mas a gente perdeu hoje pelas finalizações erradas. Marcamos muito bem, mas acabamos errando nas finalizações. As meninas que estão no banco são todas juvenis então tive que deixar (jogadoras em quadra). Então você acaba contra-atacando com aquela canseira do marcar muito forte e você vai pro arremesso fraco, cansada e acaba não finalizando bem.”

A equipe

“A gente marcou muito bem, fizemos uma defesa forte contra São José e contra-atacar muito bem, mas na verdade falta aquela pecinha, na hora que a menina está cansada você colocar outra pra ela descansar, mas essa peça ainda falta pra gente. De todos os jogos que a gente fez esse foi o melhor jogo da nossa equipe. A gente está sim à procura de mais uma armadora que possa trocar e faça o papel daquela que está na quadra.”


Tchê Esportes

Handebol em Primeira Mão!

#superpaulistão #palavradotécnico #spf #jundiaífeminino #técnico #sãojoséfeminino #noticias #spf2015

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram