• Andréa Rodrigues

#Palavra do Técnico: Piazza e Renata analisam erros e acertos


Osasco e Santo André jogaram nesse sábado pelo Super Paulistão Feminino de Handebol com vitória do time do ABC.


Renata Hernandes, Osasco, e Rubens Piazza, Santo André. (arte Tchê Esportes)

A partida entre o Clube SS II Exército/Osasco e a A.D. Santo André teve momentos distintos. Na primeira etapa, vitória das visitantes por 18 a 12. No segundo tempo, as donas da casa marcaram 17 a 13. Pelo saldo conquistado a vitória ficou com Santo André por 31 a 29.

Os técnicos Renata Hernandes, de Osasco, e Rubens Piazza, de Santo André, contaram à Tchê Esportes quais foram os erros e os acertos de suas equipes. Confira:

Renata Hernandes – Osasco


Renata Hernandes, técnica do Osasco. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

Primeiro Tempo

“Nós fizemos um primeiro tempo eu diria que desconfigurado dentro do sistema. Havia erros individuais não trabalhados no coletivo, tanto que o placar no primeiro tempo foi de seis gols pra equipe de Santo André.”

Segundo Tempo

“Conversamos, ajustamos dentro do vestiário, buscamos... mas o que prejudicou a gente de fato foram as nossas ações desequilibradas, táticas sem a predisposição de estar ali sendo efetivo mesmo. Tanto que o segundo tempo foi quatro bolas pra gente. Só que o problema foi tirar essa diferença do início.”

Potencial da equipe

“Pensando no enredo total, a equipe me deixa muito feliz porque prova que são meninas de um grande potencial, que têm muito a trabalhar, muito a desenvolver. O fato de ser um campeonato longo vai nos auxiliar, nos contribuir em relação a isso. Mas hoje o primeiro tempo eu gostaria de ter buscado mais, coisa que não conseguimos fazer.”

Rubens Piazza – Santo André


Rubens Piazza, técnico do Santo André. (foto André Pereira / Tchê Esportes)

O ataque

“A gente conseguiu fazer 31 gols, o que mostra ainda que a gente um bom trabalho de ataque, e também onde a gente tem que melhorar.”

A defesa

“Precisamos melhorar na defesa. Estava controlado, tentamos mudar pra uma defesa mais agressiva e erramos na ansiedade, naquela coisa de querer roubar a bola. Eu acho que o lado direito ficou a desejar, que não acertou. Um pouco daquilo de ‘eu não tomar o gol’, pro técnico não ficar bravo com ela. Se ‘eu’ não tomei o gol, mas não ‘ajudei’ a companheira, não adiantou nada.”

Dificuldade

“Tivemos uma dificuldade essa semana, que não tivemos quadra (pra treinar). E foi só o segundo jogo. E que venha São José, que vai ser bem mais difícil. Acho que deu um alerta pra gente, e se a gente quer alguma coisa, tem que melhorar até terça-feira. Até terça-feira tem que melhorar muito, né?”


Tchê Esportes

Handebol em Primeira Mão!

#superpaulistão #palavradotécnico #spf #santoandréfeminino #osascofeminino #técnico #noticias #spf2015

8 visualizações